Slider

DUAS MULHERES MORREM EM ACIDENTE NA MG 179

Um acidente grave, envolvendo três veículos, foi registrado na noite do último dia 21 (domingo), no quilômetro 45 da rodovia MG 179, no Acesso II de Poço Fundo. Duas mulheres faleceram após serem socorridas. Um dos motoristas ficou preso às ferragens e sofreu diversas fraturas, tendo que ser transferido para o Hospital Alzira Velano, em Alfenas. As demais vítimas, dentre elas, duas crianças, foram encaminhadas ao Hospital de Gimirim e à Santa Casa de Caridade de Machado.
De acordo com informações colhidas pela reportagem do JPF no local do sinistro, um Fiat Siena, com placas de Alpinópolis, que transitava no sentido São João da Mata – Poço Fundo, tentou ultrapassar um microonibus de Machado em uma curva e acabou colidindo frontalmente contra um Chevrolet Vectra, com placas de Cambuí, que vinha no rumo inverso. Com a batida, o Fiat ficou atravessado no meio da pista e também foi atingido pelo coletivo, que transportava 28 cidadãos gimirinenses que tinham participado de uma festa em Santa Rita de Caldas.
Depois da colisão, passageiros do microonibus saíram rapidamente e se depararam com a triste cena: dois carros totalmente destruídos e com várias vítimas em seus interiores, inclusive duas crianças. Daí, começou um resgate que duraria horas e que comoveria quem passasse por lá.
Muita gente se solidarizou com a situação e ajudou as pessoas de ambos os automóveis. Porém, quem mais aparentava necessitar auxílio era o taxista e condutor do Siena, Francisco de Paula (70 anos). Ele ficou preso nas ferragens e teve que ser socorrido por populares, que tentavam, a todo custo, arrancar a porta do carro para liberá-lo.
Enquanto esta ação se desenrolava, paramédicos e enfermeiros do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel e Urgência) chegavam e davam início ao resgate de outras vítimas. A primeira a ser levada foi a passageira do Siena, Ana Francisca de Oliveira Alves (63). Ela tinha sofrido muitos ferimentos e inspirava cuidados especiais. Em seguida, a equipe de saúde retirou Eliana Moreira Brasileiro (47) e Alessandra Alves (44), que também foram transportadas para o Hospital de Gimirim.
Feito isso, os enfermeiros do SAMU passaram a atender os ocupantes do Vectra, onde estavam dois adultos e duas crianças. O motorista João Lúcio Cordignoli (50) possuía alguns ferimentos no rosto, mas solicitou que seus acompanhantes fossem examinados antes. Todos foram encaminhados para a Santa Casa de Machado e acabaram sendo liberados posteriormente.
De volta à situação do taxista, os socorristas e populares, que já não tinham mais ferramentas para lutar contra aquela cena desesperadora, ganharam o reforço da equipe do Corpo de Bombeiros de Alfenas. Com aparatos exclusivos e próprios para casos dessa magnitude, eles tiraram Francisco dos destroços do automóvel e rapidamente o colocaram na ambulância para que fosse levado ao Hospital Alzira Velano, onde passou por cirurgia no fêmur (quebrado na colisão) e em outras regiões do corpo, como braços e tórax.
Após a retirada das vítimas e encaminhamento das mesmas às unidades de Saúde, a Polícia Militar de Poço Fundo e a Polícia Rodoviária acionaram a Perícia, que compareceu ao local e efetuou os trabalhos de praxe, liberando a pista e os veículos envolvidos para serem rebocados até o pátio credenciado.

Óbitos

Depois de serem socorridas, duas das três mulheres que estavam no Siena e haviam sido encaminhadas ao Hospital de Gimirim não resistiram aos ferimentos e faleceram.
Francisca de Oliveira Alves (63), namorada do taxista, e Eliana Moreira Brasileiro (47) eram naturais de Alpinópolis e vieram a óbito devido aos múltiplos ferimentos sofridos.
Os corpos foram liberados à família para o sepultamento no dia seguinte ao acidente.

Outro sinistro

Segundo informações obtidas pela reportagem do JPF, outro acidente envolvendo dois veículos foi registrado, pouco tempo depois, também na MG 179, entre Silvianópolis e São João da Mata.
Em um dos carros estava a mãe de uma das crianças envolvidas no sinistro em Poço Fundo. Ela e o motorista estavam vindo para a cidade, a fim de acompanhar o quadro da filha. No acidente, a mulher quebrou a perna e teve que ser encaminhada a um hospital de Pouso Alegre.
Os demais envolvidos nada sofreram.