POÇO-FUNDENSES FICAM FERIDOS EM BATIDA NA MG 179

Duas pessoas ficaram seriamente feridas na colisão entre um Fiat Strada com placas de Poço Fundo e uma carreta carregada com adubo, na altura do quilômetro 9 da rodovia MG 179. O acidente aconteceu por volta das 17h00 desta quinta-feira (24). Chovia na hora do sinistro.

De acordo com o motorista do caminhão, a caminhonete, que seguia no sentido Alfenas – Poço Fundo, invadiu a contramão de direção e foi impossível evitar o choque. “A caminhonete veio ‘dançando’ na minha frente e se eu fizesse qualquer movimento para a esquerda atingiria outro carro. Por isso tentei jogar para a direita, mas não consegui evitar a batida”, disse o profissional. Após a colisão, o carro ainda capotou antes de parar no acostamento, e os ocupantes ficaram presos às ferragens.

O motorista do Fiat e o seu acompanhante foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros de Alfenas e encaminhados ao Hospital Universitário Alzira Velano. Embora se saiba que o carro pertence a um morador do bairro Cachoeirinha, em Poço Fundo, as identidades das vítimas ainda não foram fornecidas, e nem informações sobre os seus quadros de saúde.

Aguardamos mais detalhes e os publicaremos em nossa próxima edição do JPF.

 

DELEGADOS DE MINAS INICIAM MOVIMENTO DE GREVE

Os Delegados da Polícia Civil iniciam hoje um movimento de greve da categoria, aprovado durante assembleia geral extraordinária realizada no último dia 3 (quinta-feira). De acordo com o Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de Minas Gerais (Sindepominas), a paralisação deve ser gradativa e está prevista para durar três semanas. Na primeira, os delegados cruzarão os braços por quatro horas, na segunda, por oito horas e na terceira, por 12.

A greve tem o objetivo de forçar o governo a abrir pauta de negociações com a categoria. Durante o protesto, serão realizadas ações para informar a população sobre a importância dos delegados de polícia na sociedade.
A sequência do cronograma é a seguinte:
- Nesta quarta-feira (23), paralisação das 14h00 às 18h00.
- Na quarta-feira da próxima semana (30), os profissionais cruzam os braços das 10h00 às 18h00.
- Na quarta-feira seguinte (7), a parada começa às 08h00 e se encerra às 20h00. Neste dia, haverá uma reunião, a partir das 14h, na sede do SINDEPOMINAS, para avaliação e planejamento das próximas estratégias.
Durante as paralisações, o delegado permanecerá no seu posto, mas não realizarão atendimento, despacho, emissão de documentos, oitivas de pessoas ou qualquer outra atividade de sua exclusiva competência. Haverá também oportunidades para conversas com os cidadãos, explicando as razões das paralisações e a importância do trabalho da categoria junto á população, além de se questionar porque o estado oferece o pior salário do país a estes profissionais (atualmente, R$ 7.970). A reivindicação principal é que os vencimentos sigam os mesmos parâmetros do de Defensor Público em Minas Gerais, categoria que tem aumento aprovado para receber já a partir de junho deste ano, com o menor salário a R$ 16.022,94 (defensor público de classe inicial) e o maior sendo de R$ 22.146,50 (cargo de defensor público-geral).

Regionais

Todas as regiões estão convocadas a participar do movimento pelo sindicato. Num primeiro contato com a Delegacia Regional de Alfenas, no entanto, ainda não tivemos confirmação de como será ou se haverá adesão neste primeiro dia, mas assim que obtivermos este dado, repassaremos em nossas páginas.

CENAS DE FÉ E BELEZA

A Semana Santa em Poço Fundo, como sempre, foi marcada por momentos de devoção, emoção e rara beleza. Nas celebrações, no grande teatro da Paixão e nas mensagens repassadas pelos sacerdotes e jovens, relacionados ao tema da Campanha da Fraternidade deste ano (o trabalho escravo), o fiéis tiveram a oportunidade de vivenciar com intensidade esta grande comemoração da Igreja Católica.
Abaixo, um resumo em imagens do que foram estes dias, e no JPF, mais detalhes.