CARRO SEM FREIO COLIDE CONTRA RESIDÊNCIA NO “CANTO”

Uma Fiat Elba destruiu parte de uma residência na Rua Marechal Deodoro, no bairro São José (Canto), no início da tarde deste domingo (27).

Segundo as primeiras informações colhidas pela reportagem do JPF, o carro perdeu o freio, bateu em Volkswagen Gol e colidiu contra o imóvel, que teve quase toda a estrutura destruída.

Após a batida, o automóvel pegou fogo, mas vizinhos da residência controlaram as chamas e acionaram a ambulância do Hospital de Gimirim para socorrer as seis vítimas do sinistro (quatro estavam no carro e duas dentro da casa).

A Polícia Militar foi acionada e efetua os serviços de praxe.

A cobertura completa deste caso, com imagens exclusivas, você confere na próxima edição do JPF.

PEDREIRO SOFRE QUEDA E É RESGATADO PELO HELICÓPTERO DO SAMU

O pedreiro Francisco Donizete Alves (61 anos), mais conhecido como Zetinho, sofreu um grave acidente na tarde desta quarta-feira (23), enquanto fazia reparos em uma residência da Rua Floriano Peixoto, no bairro Ortocaldas.

Segundo as primeiras informações colhidas pela reportagem do JPF, o profissional liberal caiu de uma escada quando se preparava para subir no telhado de uma residência para trocar a bóia de uma caixa d’água e bateu a cabeça no chão.

Devido aos ferimentos e ao estado grave, ele foi socorrido até o Hospital de Gimirim, onde a equipe da unidade de saúde acionou o helicóptero Arcanjo do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel e Urgência) e do Corpo de Bombeiros para removê-lo a outro centro da região.

O Jornal de Poço Fundo continua acompanhando o caso e mais detalhes serão repassados na próxima edição impressa.

VEREADORES COBRAM EXECUÇÃO DE OBRA NO “MORRO DA ÁGUA LIMPA”

Os cinco vereadores poço-fundenses que compõem o grupo oposicionista ao atual governo municipal não estão nada contentes em relação a um assunto antigo e que ainda pode dar muito pano pra manga: o asfaltamento do “Morro da Água Limpa”. A obra, segundo os edis, tão importante para os agricultores que transitam por aquela área e necessitam de melhores condições para escoar suas produções, só não foi executada até hoje por culpa do prefeito Renato de Oliveira e sua equipe, que não ainda não elaboraram um projeto de execução e o apresentaram à Caixa Econômica Federal.
De acordo com o vereador Dário Fernandes, autor do pedido de emenda parlamentar feito junto ao deputado federal Luiz Fernando Faria em 2014, os recursos para tal empreendimento foram liberados há mais de um ano pelo Ministério das Cidades, mas ainda não estão sendo disponibilizados ao município devido a falhas cometidas pela atual Administração. “O que acontece é o seguinte: lá em 2014, quando o deputado Luiz Fernando esteve em Poço Fundo, nos reunimos e, junto com meus colegas de partido, fiz o pedido para que ele liberasse uma verba pra gente asfaltar o ‘Morro da Água Limpa’, que conheço muito bem, pois fui criado por lá, e sei que gera muitos problemas em época de chuva. Naquele dia, o deputado foi muito atencioso e disse que analisaria o caso. Daí, depois de nove meses, o João Carlos de Lima, o Carlinho do Nerino, assessor dele, trouxe a boa notícia: o Luiz Fernando tinha conseguido destinar R$ 300 mil para asfaltarmos o ‘Morro da Água Limpa’. Com isso, fiz um novo ofício e o encaminhei ao prefeito, informando que a verba tinha sido liberada e precisava apenas fazer o projeto de engenharia para termos esta obra finalmente. Mas eles foram enrolando e dando várias desculpas até chegar nesse ponto em que estamos”.
Ainda conforme Dário, em 2016, a Caixa Econômica Federal enviou um ofício à Prefeitura notificando que o convênio havia sido aprovado e que faltava apenas um projeto de execução para a obra sair do papel, mas a resposta dada pelo prefeito acabou atrasando tudo novamente. “Tive acesso a esses documentos e constatei que o recurso para fazer a pavimentação está disponível, mas ainda não veio para o município porque está faltando o tal projeto de engenharia. E, pesquisando mais ainda, descobri que, quando o prefeito recebeu a notificação, respondeu dando a desculpa de que o Executivo possuía apenas um engenheiro e que as demandas existentes eram muitas devido às diversas obras dos governos estadual e federal que o município estava executando, como as UBS´s (Unidades Básicas de Saúde), pavimentações, reforma de praças e do poliesportivo… Mas, aí, pergunto: quantos desses empreendimentos foram concluídos? A maioria deles está parada! Não entendo o que acontece. Será que é porque sou da oposição que não querem fazer a obra?”.
Descontente com a situação, Dário e os colegas Glauco Ferreira e Francisco Thobias (Amaral) foram até o gabinete do deputado Luiz Fernando em Belo Horizonte, no último dia 10 (quinta-feira), para saber o que podia ser feito para solucionar o caso e disponibilizar esta importante obra ao município. Lá, eles foram recebidos pelo assessor João Carlos. E a resposta foi muito simples. “A única coisa que me falaram foi que o dinheiro está liberado e, infelizmente, a aplicação dele depende da boa vontade do prefeito. Inclusive, o Carlinhos (João Carlos), que tem sido um grande parceiro neste projeto, me entregou todos os documentos que comprovam isso. Ficamos indignados e, agora, queremos uma solução, pois a população não merece ser tratada com descaso. Chega de mentiras. O povo precisa dessa obra, e já passou da hora de executá-la. Vou até o fim para ver este recurso investido em prol da cidade”.

Versão parlamentar

Conforme o assessor parlamentar João Carlos Lima (Carlinhos do Nerino), a liberação de recursos para asfaltar o ‘Morro da Água Limpa’ foi feita corretamente. Porém, o benefício, tão importante para os produtores que vivem naquela região do município, acabou não sendo empenhado por falta de interesse dos atuais gestores. “Fico perplexo com coisas assim. Parece que não pensam no bem coletivo, mas somente em deixar as ações boas de lado para não darem os créditos àqueles que lutam por uma Poço Fundo melhor. Queremos ver nossa cidade desenvolvida, oferecendo melhorias ao povo. Temos vários planos para Poço Fundo e ajudarei a nossa cidade a crescer e a receber os benefícios que forem necessários. Acredito que tudo aquilo que for obtido em prol deste município deva ser aceito pelos atuais gestores com muito carinho, pois, com a crise que estamos vivendo, o que conseguirmos chega para somar”.

Na Prefeitura

Contatos foram tentados com o setor de Engenharia da Prefeitura para obter uma posição sobre o caso. Porém, nenhum parecer foi repassado à reportagem. O espaço continua aberto caso o Executivo queira se manifestar sobre o caso.

Reunião realizada em 2014, quando o pedido de liberação da verba para asfaltar o “Morro da Água Limpa” foi feito oficialmente pelos vereadores ao deputado Luiz Fernando Faria

O assessor parlamentar João Carlos Lima (Carlinhos do Nerino) apresenta, em 2015, o ofício que comunica a liberação dos recursos para pavimentar o “Morro da Água Limpa)

Os vereadores Glauco Ferreira, Dário Fernandes e Francisco Thobias (Amaral) em visita ao gabinete do deputado, no último dia 10 (quinta-feira), em Belo Horizonte, quando confirmaram que a verba foi disponibilizada pelo Ministério das Cidades, aguardando apenas o projeto da Prefeitura para a execução da obra