“TERROR DO MÃE RAINHA” É PRESO E POLICIA AGORA BUSCA COLABORAÇÃO DE VÍTIMAS

biano presoUma ação da Policia Militar, em atendimento a uma ocorrência de dano, levou à captura do Fabiano da Silva Pedro, o “Biano” (na foto, sem camisa), no início da noite do último sábado (28), em pasto próximo ao bairro Mãe Rainha. O rapaz de 26 anos, conhecido por sua conduta violenta e por ser alvo de diversas denúncias com relatos que vão de roubos a destruição de patrimônio público e privado, ainda reagiu à prisão e chegou a causar lesão na mão de um dos militares envolvidos neste trabalho. Outro jovem, de 20 anos, que estava com ele. também foi detido. Um terceiro conseguiu fugir.
Fabiano era alvo de um mandado de prisão preventiva, solicitado e concedido após ele ter promovido recentemente, junto com comparsas, uma noite de terror na comunidade, destruindo diversos telhados com pedradas. Aliás, este tipo de ato delituoso, muitas vezes sem nenhuma motivação aparente, parece ser a preferência do jovem, e quando ele está nas ruas ninguém sabe quem será o próximo a ser agredido, ter a casa atingida ou o veículo danificado.
O grande problema é que boa parte da vítimas até chama a Policia Militar quando a situação fica mais séria, mas depois não comparece à Delegacia para prestar queixa ou reconhecê-lo como autor dos delitos cometidos. Como não existe crime sem vítima, não se pode manter alguém preso se os principais interessados em sua punição não fazem a sua parte, se apresentando e relatando fatos que possam levar a uma condenação efetiva. Neste caso, são várias as denúncias, mas poucas as queixas oficializadas. O Delegado Eder Neves, autor do pedido de prisão preventiva, acredita que agora, com o meliante atrás das grades, suas vítimas se sintam mais seguras em fazer isso.
Por isso, se você foi alvo deste rapaz em algum momento, seja por agressão, roubo, dano ao seu patrimônio ou ameaça, não deixe de procurar a Policia Civil para fazer a sua denúncia. Se não o fizer, não tem como reclamar se encontrá-lo novamente em breve no seu caminho, fazendo o que sempre tem feito: cometendo crimes e ainda rindo de suas vítimas e das autoridades.

QUER SABER MAIS? LIGUE 3283-1236

POLICIA CIVIL PROMOVE PRISÕES E APREENSÕES DURANTE OPERAÇÃO

Uma operação desencadeada pela Policia Civil de Poço Fundo, na manhã desta sexta-feira (27), já rendeu apreensão de material possivelmente roubado ou furtado, munições, material para dolagem de entorpecentes e também na detenção de pelo menos cinco suspeitos até o momento, sendo dois deles menores de idade. Um destes adolescentes era alvo de mandado de apreensão, por estar diretamente relacionado a alguns crimes cometidos recentemente na cidade.

Estamos acompanhando a ação e em breve você terá mais detalhes.

1 2

CARRO “DEPENADO” CHAMA A ATENÇÃO NA MG 179

acidente madrugada de domingo22Uma cena tem gerado muita curiosidade e questionamentos para quem passa pela rodovia MG 179 neste domingo (22). Nas proximidades do quilômetro 38 da via, área da conhecida “Curva do Sinésio”, um carro capotado é visto num dos acostamentos, com a frente quase na pista, mas o detalhe que mais chama a atenção é que ele está sem nenhuma das rodas e também, aparentemente, sem os vidros.

As primeiras tentativas de explicação são dadas por usuários do wathsapp. As afirmações são de que um casal teria sofrido o acidente quando voltava de Poço Fundo para Machado. Como consequência, uma jovem teria sido levada para o Pronto Atendimento de Machado, com lesões leves apesar da gravidade do sinistro, e o condutor teria ficado no local, retirando ele mesmo as rodas porque o veículo teria dado Perda Total.

Após publicada uma primeira versão desta nota, a irmã de um morador daquele setor entrou em contato conosco e informou que, na verdade, o veículo seguia de São João da Mata para Machado, e no acidente não houve feridos. O dono do automóvel teria ido ao local para tentar desvirá-lo, e resolveu retirar os pneus, que seriam de tala larga e alto valor, e também os vidros, pois não tem seguro opcional e temeu que tudo fosse roubado.

Melhor esta alternativa do que ter que noticiar prejuízo causado por larápios.