DELEGACIA VIRTUAL ABRE ESPAÇO PARA REGISTRO DE PERDA DE DOCUMENTOS E OBJETOS

Se você perdeu seus documentos ou algum objeto (como o celular, por exemplo), já não precisa mais ir a uma delegacia para fazer um boletim. Desde as 7h00 desta segunda-feira (30), já é possível registrar ocorrências de perda e extravio de documentos e de objetos pessoais sem precisar sair de casa.
As informações são repassadas a partir do preenchimento de formulários. Após o envio dos dados ao sistema, a ocorrência passa por uma triagem e, em até quinze minutos, é emitida uma mensagem informando o número do Registro de Evento de Defesa Social (Reds), além da explicação de como acessá-lo no site do Sistema Integrado de Defesa Social (Sids) para impressão.
Para o serviço, a Policia Civil vai  trabalhar como uma equipe de 16 profissionais, entre policiais e analistas, na sede da Superintendência de Informações e Inteligência Policial (SIIP). Os agentes trabalham em escala de plantão atuando 24 horas na triagem dos registros recebidos e também tirando dúvidas dos cidadãos pelo telefone, que é divulgado na tela.
Esta é uma ampliação de serviço da Delegacia Virtual da Polícia Civil de Minas Gerais, iniciado no dia 30 de abril com o registro de acidentes de trânsito sem vítimas. Até o fim do ano, será permitido outros dois serviços pelo sistema on-line: o registro de desaparecimento de pessoas (e também de localizadas) e registro de danos simples.

COMO FUNCIONA?

As ocorrências podem ser registradas por maiores de 18 anos, que deverão informar os documentos pessoais. Estrangeiros também têm o serviço à disposição fornecendo o número do passaporte ou do Registro Nacional de Estrangeiros (RNE).
Perdas de CPF, identidade, título de eleitor, carteira de trabalho, cartões de créditos e cheques e objetos pessoais, como celular, relógio, equipamento eletrônico, animal, equipamento de trabalho e equipamento de comunicação podem ser registradas.

Clique aqui conhecer a página da Delegacia Virtual

MULHER É DETIDA APÓS ATO DE RACISMO

Uma comerciante de 53 anos foi presa pela Policia Militar e conduzida à Delegacia Regional de Alfenas, ontem (29), após ser acusada de injúria racial contra um lavrador de 61, no bairro Mãe Rainha. A vitima acionou os militares e afirmou que a mulher o havia chamado de chimpanzé, por conta de sua cor negra, e que há muito tempo ambos vêm se desentendendo.
Procurada, a suspeita negou o xingamento, mas confirmou que não tem se dado bem com o idoso, acusando-o inclusive de querer atear fogo em sua casa. Nenhum dos dois explicou o porque das brigas.
A comerciante ouviu voz de prisão por injúria racial e ambos foram se explicar diante do delegado de plantão. Os detalhes, você terá na próxima edição do JPF

EXPLOSÃO DE ALEGRIA APÓS SUFOCO DOS PÊNALTIS

Foi bem ao estilo do povo sofredor brasileiro. A Seleção conseguiu se manter na Copa do Mundo com uma vitória obtida nas cobranças de penalidades máximas contra a surpreendente equipe do Chile, no Mineirão, na tarde deste sábado (28), e os torcedores poço-fundenses comemoraram muito após passarem por momentos de grande tensão

O Brasil começou bem, apertando o adversário em seu campo e abrindo o placar ainda aos 18 do primeiro tempo. Jara botou a bola para dentro depois de cobrança de escanteio de Neymar, que Tiago Silva desviou de cabeça, mas o gol foi dado para David Luiz, que disputou a jogada com o chileno.
Depois disso, uma bobagem de Hulk e Marcelo permitiu o empate, com um tento marcado por Alexis Sanches.
A partir daí, foi sufoco para as duas equipes até o fim da prorrogação, quando então a decisão foi para os pênaltis. Então brilhou a estrela de Julio César, que defendeu dois chutes. Mesmo assim, o clima de tensão continuou, pois William mandou a bola para fora, e o goleiro Bravos, na sorte, defendeu a cobrança de Hulk. Com três gols marcados, o Brasil contou com o azar de Jara, que chutou na trave! Explosão de alegria pelas ruas poço-fundenses, e a avenida José Evilásio Assi foi tomada pelo verde-amarelo, com direito à presença até da imagem de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro num dos veículos da carreata.
Os detalhes desta grande festa você confere em nossa próxima edição do JPF.